.

Bravo!

Ontem, ainda conversava com um amigo sobre a questão das revistas. Brincava com ele que eu não lia mais a Veja (que ele estava folheando). Ele me perguntou: "Então o que você lê? Caros Amigos? CartaCapital?". Minha resposta foi que é impossível haver imparcialidade no jornalismo. Porém quando uma publicação é claramente tendenciosa e tenta camuflar isso (caso da Veja, Época e similares), para mim não vale a pena gastar dinheiro com isso. Então, não é que eu goste mais da Caros Amigos ou da CartaCapital, pois não concordo em alguns pontos com a linha editorial seguida por elas, muitas vezes excessivamente protecionista à esquerda. Porém, eu consigo definir com mais facilidade que tipo de jornalismo o Sérgio de Souza e o Mino Carta seguem e, assim, fica mais fácil filtrar, refletir e entender o que estas revistas escrevem.

Mas, este preâmbulo é para elogiar outra revista, a Bravo! - que só neste mês de agosto tive oportunidade de comprar e ler um exemplar com a devida atenção. Embora seja considerada uma revista "cult" (com o perdão da referência à concorrência), gostei muito do estilo, das reportagens, da qualidade do papel e das fotos. É um todo que a torna, realmente, uma publicação diferente no meio de tantas mesmices. Embora eu tente reduzir um pouco o volume de compras literárias, pois não há tempo hábil para ler tudo que eu adquiro, com certeza a Bravo! entrou no rol de revistas para as quais darei mais atenção daqui para frente.


Em tempo
1. Fraquinho o Provocações de ontem. O Abujamra não pegou pesado e ficou uma conversa de cavalheiros, centralizando o assunto em temas já conhecidos e discutidos sobre Hugo Chávez e, claro, ficando as revelações para quando o Bob Fernandes lançar a biografia do atual presidente da Venezuela.
2. Excepcionalmente, não publicarei o post de sábado, pois estarei literalmente no meio do mato, muito embora o local escolhido para este feriado tenha luz elétrica e até ponto de Internet. Mas, a princípio, vou tentar abstrair um pouco da tecnologia nos próximos três dias.

2 Opiniões:

Ricardo [diversità] disse...
10/9/07 9:14 PM

Hummmm =]


Bravo é Bravo! hehehe

Leio jah faz tempo e comecei a investir na compra depois que deixei de ganhar a revista de uma professora amiga.

Abraço's!

Pavarini disse...
11/9/07 11:21 AM

Fábio,

Um dos grandes (literalmente se vc considerar o tamanho da revista...rsrs) investimentos que fiz neste ano foi a assinatura da "Piauí". Até o presidente da Philips é capaz de gostar. :)

Abs e até segundona!

PS.: tb assino a "Bravo".

Google