.

Mais um ano se passou...

Ao contrário de outros anos, hoje tudo começou perfeito! Acordei na hora (aliás, até antes da hora), nenhuma das crianças brigando pela manhã (silêncio matinal), tomamos café da manhã (fato raro) e cheguei bem mais cedo no serviço. Já foi um belo presente de aniversário.
Umas semanas atrás, escrevi no blog Desafio da Quaresma o desejo de tornar realidade uma música do Nelson Bomilcar e do Jorge Rehder. Acho que estou quase conseguindo... Hoje consegui acordar, parar para respirar e assistir mais um dia surgindo.
Com tudo isso, só tenho a agradecer a Deus por mais um ano de vida, pela minha família e pelos meus amigos e irmãos em Cristo. Segue a letra e, se você tiver som no seu micro, pode ouvi-la também:

Contemplação
Nelson Bomilcar e Jorge Rehder

Ao acordar, ao respirar, ao ver raiar um novo dia
Sinto a constância do Teu amor
Sinto a presença do Teu calor
Sinto Tuas mãos a me envolver, ó Senhor

Ao perceber, tenho prazer na criação tão bela e doce
Vejo a grandeza do Teu poder
Vejo a beleza do Teu querer
Vejo a fraqueza que há em meu ser, ó Senhor

Quero louvar, quero adorar
Quero honrar Teu Nome
Quero Te dar todo o meu ser
Sempre Te bendizer

Últimas palavras

Nesta semana que passou, consegui assistir ao filme Vôo United 93, que retrata a suposta ação dos terroristas, da tripulação e dos passageiros do único vôo que não atingiu o alvo no fatídico 11 de setembro de 2001. O filme é interessante, bem construído, com suas performances hollywoodianas (claro!) e, feliz ou infelizmente, totalmente com a visão ocidental.
Bom, o que me estimulou a escrever por aqui foram duas questões que costuram o filme:
1) Se o fim de sua vida estivesse eminente, de uma forma trágica, ou seja, acidental e não prevista, e você tivesse opção de fazer contato apenas com uma pessoa, com quem você entraria em contato?
2) Formalizado este contato:
a) o que você teria a dizer?
b) o que gostaria de ouvir?

DataOrkut

Segundo as últimas medições, segue o número de membros das comunidades que criei (ou "herdei") no Orkut:

Nascidos em 1974 - 7.405
Filhos Adotivos - 1.975
Oração - Comunicação essencial - 1.289
Nomes e sobrenomes difíceis - 607
Projeto Raízes - 198
Superando a dor do Suicídio - 80
15º Curso de Estenotipia TJ/SP - 27
DoxaBrasil - 23

Devagar, quase parando

Pois é! Por mais que eu tente impedir, nessa época pré-aniversário eu sempre fico meio prá baixo, desmotivado. Foi por isso que parei um pouco de escrever por aqui, lógico que somado a algumas intercorrências no trabalho e na família (desde estomatite nas gêmeas até um princípio de pneumonia em uma delas). Mas, seguimos na luta e, para não falarem que eu desapareci, confiram o artigo que eu escrevi para a revista Ave Maria, para a qual fiz algumas colaborações e este ano fui convidado para ser articulista fixo. Nesta edição de abril, meu artigo da versão impressa foi liberado para visualização na Internet, então você pode confirir e comentar por aqui.

Verdade ou Mentira?

Hoje é 1º de abril... Quem nunca brincou, seja na infância ou já na idade adulta, de contar sua "mentirinha"??? Pois é, a história da data, segundo a tradição, é culpa do rei da França, Carlos IX, que adotou o calendário gregoriano em 1564, que determinou que o ano começasse no dia 1º de janeiro, ao invés 25 de março, data que marcava a chegada da primavera. Até então, as festas de Ano Novo duravam uma semana e terminavam no dia 1º de abril.
Com a confusão que foi gerada, os engraçadinhos de plantão enviavam presentes esquisitos e convites para festas que não existiam. Essas primeiras "pegadinhas" ficaram conhecidas como plaisanteries.
Na Inglaterra, aqueles que caem em alguma "pegadinha" são chamados de noodle (pateta) e, nos EUA, de april fool (tolo de abril). Na França, de poisson d'avril (peixe de abril) e, na Escócia, de april gowk (tolo de abril).
No Brasil, acredita-se que essa data tenha sido marcada pelo periódico pernambucano A Mentira, lançado em 1º de abril de 1848, com a notícia do falecimento de Dom Pedro, desmentida no dia seguinte. O jornal durou menos de dois anos.
É isso aí! Se você quer se divertir um pouco com absurdos que mais parecem mentiras, acesse:
http://www.igeducacao.ig.com.br/materias/362001-362500/362256/362256_1.xml
Google