.

Você vive na teoria?

Esta semana, no DoxaOnline, Lauryn Noel Hill. A música é Adam Lives in Theory, da versão unplugged, do álbum lançado em 2002. A letra é muito legal!
Adam Lives In Theory

Adam lives in theory
Trying to turn stone into bread
Masquerading like he got it figured out
Cut off from the sunshine, only smart in his own head
Leaving his descendants to hope and doubt
Left to his devices, those worth the sacrifices
Praying to the alter of himself
Making pilgrimages, thinking he's religious
Like he's got all the light, and no one else

He takes the unsuspected
Cause he knows they're not connected
And he shows them how to be just as he is
Virtually real, and commercially appealed
To the lust of all the people where he lives

Eve was so naive, blinded by the pride and greed
Wanting to be intellectual
Drifting from the way she got turned down one day
And now she thinks that she's bisexual

Caught up in emotion
Burning up in her devotion
To the king of exploitation in the field
She handed him her virtue
Cause he told her "I won't hurt you"
So she lay with him to see how good it feels

Now can you tell me, what, what we gonna do now
Where we gonna go now, what we gonna say now
Now can you tell me, what, what we gonna do now
Where we gonna go now, what we gonna say now

Now after the sensation, and the empty fornication
She brought affection home into her bed, quickly multiplying
Now the 3 of them are dying by the poison she perceived to be good head
Now Eve and her husband are perverted in their judgment
Cause everything appears to be the same
They entertain suggestion,
Next time just use protection

Desiring to cover up their shame
But much to their demise, poor decision closed their eyes
To the very antidote to their dilemma
Burning in their lust,
Both of them adulterous
Destroying the original agenda
Praying to the sky, in order to maintain a lie
They exhausted every possible conclusion,
They can't even entertain the solution,
In a brain filled with vain information and pollution

Hiding from the truth,
He provided an excuse to explain away his desperate situation
When confronted, blamed his wife
Giving birth to carnal life
Refusing to acknowledge what he done

Now if we can agree with who created us to be
Who says we're guilty everyone before his eyes
Making no exceptions, since the day of our conception
Predisposed to hating truth, and loving lies

Then can you tell me, what, what we gonna do now
Where we gonna go now, what we gonna say now
Then can you tell me, what, what we gonna do now
Where we gonna go now, what we gonna say now

Stop walking in pride, let the thief be crucified
Un-learn everything you know, and let him teach you
Line upon line, precept upon precept, say goodbye,
To this decaying social system
He wants to know, how far we're willing to go
If we love him like we say we do,
He will try us

Just don't regress,
Or slip into hopelessness
Once he's satisfied his love,
He won't deny us,

And then he'll tell us,
What, what we gonna do now
Where we gonna go now, what we gonna say now

And then he'll tell us,
What, what we gonna do now
Where we gonna go now, what we gonna say now

Na tela
Uma apresentação de Lauryn durante um show tributo a Bob Marley
 

Humor de 1ª na Segunda (21)

Silas Simplesmente - O Taxista das Famosas
(Personagem de Marco Luque)

Religião e Poder (5)

Reproduzo dois posts recentes do blog do amigo confrade Volney Faustini:

Alguns confiam ...
Texto de Rob Bell:
Se você é um seguidor de Jesus, alguém ... que em seus dias vivia num país ocupado e foi crucificado pela super força global militar dominante ... e [hoje, vem] o líder da super potência militar de seus dias, celebrar a vitória com a ocupação de um país do Oriente Médio, citando hinos [que falam] sobre Jesus, em seu discurso militar de vitória... se você é cristão, isso tem que deixar você nervoso.
A Bíblia conta histórias de um povo subjugado por poderosas forças militares dominantes.
São os egípcios, os babilônios, os assírios, os persas, os romanos. A Bíblia conta de diferentes minorias que são conquistadas pelas botas das gigantes potências militares daquele tempo, pisando em seus pescoços.
Então quando você lê esse livro e lê as histórias aqui contidas, você que é cidadão da nação mais poderosa da história da humanidade, você talvez perca algumas das ideias centrais [que a Bíblia traz]. Porque quando ela diz: alguns confiam nas carruagens, mas nós confiamos em Deus - e você que faz parte de 6% da população mundial mas tem 42,8% da força militar mundial – é você quem está com as carruagens!
Correto? Minha preocupação é em como podemos entender a história das Escrituras e de alguma forma separarmos a cruz da bandeira, o suficiente para que não engulamos ou cheguemos a apoiar e promover algo que está diretamente contrário aquilo que Jesus veio nos libertar!"
Sobre a crise
Frase de Bono Vox:
It's extraordinary to me that the United States can find $700 billion to save Wall Street and the entire G8 can't find $25 billion dollars to saved 25,000 children who die every day from preventable diseases.
(Para mim é algo extraordinário que os Estados Unidos consigam levantar US$700 bilhões para salvar Wall Street e todo o G8 [países mais ricos] não consigam US$25 bilhões para salvar 25.000 crianças que morrem todos os dias de doenças que podem ser erradicadas)

Confraria Ekklesial (nas eleições)

Há uma semana de exercer meu direito/dever democrático, confesso que ainda não consegui escolher meu candidato a vereador. Mas, acho que sei quem não escolher...
O sítio Transparência Brasil ajuda um pouco. Como domingo é dia de escrever sobre igreja, espiritualidade e afins, fiz algumas buscas nos relatórios da organização que tenham a ver com esse perfil. Vejamos:
Mais de 91% da atividade dos vereadores de São Paulo é irrelevante para a cidade
De um total de 3.021 projetos apresentados entre 2005 e 2008 pelos vereadores que se encontram em exercício na Câmara Municipal paulistana, 892 foram aprovados; destes, apenas 206 se referiam a assuntos com impacto concreto sobre a vida e a administração da cidade. Os demais ou não foram aprovados ou, se aprovados, diziam respeito a homenagens, fixação de datas comemorativas e outros assuntos irrelevantes.
A média de produtividade relevante dos vereadores foi de apenas 8,6%. Isso significa que a taxa média de improdutividade da Casa é de 91,4% de projetos produzidos pelos vereadores que não tiveram impacto algum sobre a vida da cidade.
Fechando a atenção sobre as 892 proposições aprovadas, as 206 relevantes corresponderam a 23% desse conjunto. Os demais 77% (686 projetos) tratavam de assuntos inúteis para a coletividade.
Os vereadores paulistanos formularam um total de 1.202 projetos de nomeação de logradouros, definição de datas comemorativas e outras irrelevâncias. Como 686 foram aprovados, isso significa uma taxa de sucesso
de 57% para esse tipo de proposição. Já para os 1.819 projetos dotados de alguma relevância submetidos pelos vereadores, a taxa de aprovação foi de apenas 11%.
Em contraste, o Executivo submeteu 137 projetos de lei à Câmara de Vereadores, todos relevantes, obtendo aprovação de 85 deles, ou seja, 62%. Para 48 dos 55 vereadores as irrelevâncias acolhidas por seus pares
superaram os projetos com alguma relevância que tiveram promulgados.
Ver em www.excelencias.org.br/@pls.php a lista completa dos projetos apresentados por cada vereador, a sua classificação temática e o texto das proposições.

Estamos bem representados?

Você pode ler a íntegra do relatório sobre o Poder Legislativo da capital paulista aqui. Em suma, "91,4% da atividade legislativa da Câmara de Vereadores de São Paulo não tem efeito sobre a comunidade". Outros dados importantes também estão em outro relatório, do qual destaco alguns pontos:
Entre os vereadores em exercício, sete identificam-se como evangélicos: Atílio Francisco (PRB), Carlos Alberto Bezerra Jr. (PSDB), Carlos Apolinario (DEM), Jorge Borges (PP), Lenice Lemos (DEM), Marta Costa (DEM) e Noemi Nonato (PSB). Esse grupo, que representa 13% da Casa, não está ligado a um único partido, mas três de seus integrantes são filiados ao DEM.
Ao cruzar os dados do "Índice de relevância" dos projetos de vereadores evangélicos, chegamos aos seguintes números:
Carlos Apolinario (DEM/SP) 3,6%
Lenice Lemos (DEM/SP) 3,6%
Marta Costa (DEM/SP) 10%
Carlos Alberto Bezerra Jr. (PSDB/SP) 12,5%
Jorge Borges (PP/SP) 19%
Noemi Nonato (PSB/SP) 19,6%
Atílio Francisco (PRB/SP) 21,1%
Em comparação com os outros parlamentares, o "maior" índice é de Tião Farias (27,3%) e o menor é de Ademir da Guia (1,6%).

Ética e Conduta
Muito se discute a respeito das condições dos candidatos em relação à Justiça. A inocência presumida, até que se prove o contrário, é fato. Até o final do processo, com a sentença transitada em julgado, não se pode afirmar que alguém é culpado. Porém, muitas das denúncias podem revelar um pouco do perfil de alguém que pretende eleger-se a um cargo público. O Transparência Brasil destaca alguns pontos na vida dos vereadores paulistas:

Nepotismo

Onze vereadores teriam praticado nepotismo: Abou Anni (PV), Ademir da Guia (PR), Adilson Amadeu (PTB), Atílio Franciso (PRB), Carlos Apolinario, Dalton Silvano, Jooji Hato, Jorge Borges (PP), Marta Costa (DEM), Toninho Paiva (PR) e Wadih Mutran (PP). A acusação se baseia na constatação, pela imprensa, de que familiares desses parlamentares ocupavam cargos comissionados na Câmara Municipal. Alguns teriam sido contratados nos próprios gabinetes dos vereadores e outros nos gabinetes das lideranças de partidos ou nos gabinetes de outros vereadores.           
Carlos Apolinario (DEM)
- É alvo de Ação de Investigação Judicial Eleitoral, iniciada em 2006, por abuso de poder econômico e uso indevido de meios de comunicação social. As acusações se baseiam na alegação de que a igreja Assembléia de Deus, da qual é membro, teria custeado propaganda em favor de sua candidatura ao governo do estado em 2006. Em decorrência, o Ministério Público Eleitoral pede a cassação de seu diploma e a declaração de sua inelegibilidade.
- Um vereador paulistano detém concessão de radiodifusão: Carlos Apolinario. Segundo a base de dados do Ministério das Comunicações, Apolinario é sócio da Rádio Vida FM, que, de acordo com o sítio de Internet da emissora, tem sede na região de Santana (Zona Norte de São Paulo).
- Entre os maiores financiadores das campanhas eleitorais para vereador, predominaram as pessoas jurídicas. A principal exceção foi o vereador Carlos Apolinario, que figura como o quinto maior doador. O parlamentar, que doou R$ 145 mil para a própria campanha, não teve outros financiadores. Na campanha eleitoral de 2006, em que foi candidato a governador pelo PDT, usou R$ 469.233,34 de seu próprio bolso para financiar a sua campanha (que só teve outras duas doações, somando pouco mais de R$ 6 mil). Apolinario também foi candidato a governador de São Paulo em 2002 (desta vez pelo PGT), ocasião em que também financiou praticamente sozinho a própria campanha, contribuindo para ela com R$ 332.918,83.
- Ponto positivo: Carlos Apolinário é o vereador que menos gastou o dinheiro público, ou seja, recebeu verbas indenizatórias: R$ 721,35.
Lenice Lemos (DEM)
- De acordo com acusações dos dirigentes da igreja Renascer em Cristo, a vereadora, que foi bispa da agremiação, teria desviado cerca de R$ 2 milhões de doações feitas por fiéis; essa teria sido a justificativa para sua expulsão da igreja.
- Está entre os vereadores acusados de apropriação de salários: Ademir da Guia, Arselino Tatto, Claudete Alves (PT) e Lenice Lemos (DEM).
Eles querem voltar
Não sei quantos candidatos a vereador daqui em São Paulo se declaram evangélicos. Mas, destes sete analisados acima, todos querem continuar a "servir o povo paulista e a igreja"... (Vale a pena ler tambpem uma matéria de O Globo)

Atílio Francisco (perfil Folha - site pessoal)
Patrimônio declarado: R$ 98.538,07 
Vínculo religioso: Igreja Universal do Reino de Deus. É conhecido como "Bispo Atílio".

Carlos Alberto Bezerra Jr. (perfil Folha - site de campanha - site pessoal)
Patrimônio declarado: R$ 382.847,20 
Vínculo religioso: igreja Comunidade da Graça. É filho do fundador e líder da igreja, Pr. Carlos Alberto de Quadros Bezerra.


Carlos Apolinario (perfil Folha - site de campanha)
Patrimônio declarado: R$ 1.526.006,00 
Vínculo religioso: Igreja Assembléia de Deus Ministério do Brás, onde é evangelista. É diretor da Rádio Vida FM. Tentou estabelecer o "Dia do Orgulho Heterossexual" em contraposição ao Dia do Orgulho Gay. Alterou as regras de fiscalização do Psiu (Programa de Silêncio Urbano) para templos de cultos religiosos, diminuindo a multa de cerca de R$ 16 mil para R$ 500, apenas para as igrejas. Apresentou um projeto que isenta todos os templos religiosos da cidade do pagamento da Taxa de Fiscalização de Estabelecimentos (TFE). Como deputado estadual, foi autor da lei que proíbe a venda de bebidas alcóolicas nos bares e restaurantes situados ao longo das rodovias de São Paulo, conhecida como "Lei Seca".

Recentemente Apolinario foi "entrevistado" pelo assessor de imagem do programa humorístico CQC, Warley Santana. Alguns blogs afirmaram que tanto Apolinario quanto José Genoíno teriam pressionado a Band a não exibir as respectivas entrevistas (Fonte: O Enxadrista e Observatório da Imprensa). O programa com o Genoíno já foi para o ar. Eu não vi - e não consegui localizar, nem no YouTube - o que teria sido gravado com Apolinario. De qualquer forma, eis o ponto-de-vista do vereador, publicado em seu site:
Como peguei o CQC
Carlos Apolinario

Há pouco mais de um mês, fui entrevistado pelo CQC e, por saber que eram profissionais do programa, coloquei no meu gabinete uma câmera escondida e gravei tudo para, após a apresentação do quadro, colocar a entrevista na minha página na internet. Na gravação, em dois momentos eu e meu assessor de imprensa comentamos que a equipe era do programa. Ao ser entrevistado pelo ator paulistano Warley Santana, tive a confirmação, pois as cenas eram bem humoradas e o programa, montado, inclusive com perguntas e respostas sugeridas pelo próprio entrevistador.

Ao ver que ele era muito simpático, entrei na brincadeira dele. Warley me perguntou sobre minha infância, minha família e minha vida pública. Quando falou da minha esposa, me sugeriu que eu dissesse que, no baralho da vida, ela era a minha dama. Eu disse a ele que não entendo de jogo nem de baralho, mas ele insistiu para eu dizer a frase. Por saber que era uma brincadeira, mais uma vez entrei na dele.

Quero dizer que o programa tem mérito, pois o formato mostra como as televisões montam suas entrevistas. Quando alguém assistir na tevê a um repórter chegando de surpresa à casa de alguém ou a seu local de trabalho, saberá que é tudo montagem. Nesse sentido, é bom o programa do CQC, pois seus atores mostram como funciona a televisão. Porém, no meu entender, esse tipo de montagem que é feita com políticos, médicos, professores ou qualquer outro entrevistado não revela uma armação, mas a dinâmica própria do veículo, o jeito de se fazer televisão. O mesmo ocorre com fotógrafos, que muitas vezes fazendo o seu trabalho sugerem ao entrevistado uma determinada posição. Não podemos dizer que isso é uma armação, e sim uma dinâmica do seu próprio trabalho. Por fim, um registro que não posso deixar de fazer: Mesmo que a frase sobre a minha esposa tenha sido sugerida pelo entrevistador, ela é verdadeira, porque no jogo da vida minha esposa é realmente a minha dama.

Jorge Borges (perfil Folha - site pessoal - site de campanha)
"Não possui bens a declarar" 
Vínculo religioso: pastor da Igreja Universal do Reino de Deus. Foi acusado de empregar o filho do Bispo Atílio, que teria empregado sua filha (confira)

Lenice Lemos (perfil Folha - site pessoal)
Patrimônio declarado: R$ 39.245,68
Vínculo religioso: No site pessoal, Lenice oculta ter sido uma líder influente da Igreja Renascer em Cristo, mas ainda usa como nome de campanha "Bispa Lenice". Consta pertencer a Assembléia de Deus Bereana. No útimo dia 10 de agosto teria participado de um culto na Igreja Batista Apostólica da Nações.

Marta Costa (perfil Folha - site pessoal)
"Não possui bens a declarar" 
Vínculo religioso:  filha de José Wellington Bezerra da Costa, Pastor Presidente da Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil e do Ministério do Belém. Destaca em seu site que é "formada em Letras e Administração de empresas" e "Fiscal concursada do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, onde atuou fiscalizando as contas públicas de cidades e prefeitos".


Noemi Nonato (perfil Folha - site de campanha - site pessoal)
Patrimônio declarado: R$ 282.000,00
Vínculo religioso: cantora "gospel". Não localizei se é membro de alguma igreja específica.

Analise você também
- A Folha de S. Paulo preparou uma lista com o perfil dos candidatos a vereador em São Paulo.
- Perfil dos candidatos por O Estado de S. Paulo.
- A AMB (Associação dos Magistrados do Brasil) promove a campanha Eleições Limpas.
- Visite o sítio Voto Consciente.
- Se você conhece outro lugar onde podemos analisar melhor os políticos, indique aqui nos comentários.

"Presente!"
Ainda no Transparência Brasil é possível consultar uma listagem dos parlamentares da Câmara dos Deputados que se afirmam evangélicos (aqui). Cruzando os dados com o índice de faltas, temos:
Antonio Bulhões (PMDB/SP): 1 falta justificada
Antonio Cruz (PP/MS): 35 faltas justificadas
Carlos Willian (PTC/MG): 18 faltas justificadas - 12 faltas injustificadas
Dr. Nechar (PV/SP): 61 faltas justificadas - 3 faltas injustificadas
Eduardo Cunha (PMDB/RJ): 10 faltas injustificadas - 11 faltas injustificadas
Eduardo Lopes (PSB/RJ): 2 faltas injustificadas - 1 faltas injustificadas
Filipe Pereira (PSC/RJ): 20 faltas injustificadas - 1 faltas injustificadas
Flávio Bezerra (PMDB/CE): 1 falta justificada
George Hilton (PP/MG): 65 faltas justificadas - 1 faltas injustificadas
Gilmar Machado (PT/MG): 10 faltas justificadas - 9 faltas injustificadas
Henrique Afonso (PT/AC): 40 faltas justificadas - 5 faltas injustificadas
Íris de Araújo (PMDB/GO): 33 faltas justificadas
Jefferson Campos (PTB/SP): 3 faltas justificadas - 3 faltas injustificadas
João Campos (PSDB/GO): 33 faltas justificadas - 4 faltas injustificadas
João Magalhães (PMDB/MG): 12 faltas justificadas - 7 faltas injustificadas
Jurandy Loureiro (PSC/ES): 40 faltas justificadas

Em tempo (1)

Gostaria de deixar claro que a intenção deste texto não é fazer campanha, nem desmerecer qualquer um dos candidatos citados. Também gostaria de deixar claro que nenhum deles receberá meu voto.

Em tempo (2)

Saiu um artigo interessante sobre os horários locados para igrejas nas emissoras de televisão, no Observatório da Imprensa.

Pelo voto, vale tudo

Marta quase pede voto a manequim

MARLENE BERGAMO
da Folha
Na reta final da campanha vale pedir votos a todos. Marta Suplicy quase fez isso hoje com um manequim.
Em caminhada pelo comércio de Itaquera, na zona leste, a petista quase cumprimentou um boneco vestido com roupas femininas de uma loja.
Quando estava quase encostando no manequim, a ex-prefeita percebeu que aquele não era um eleitor de verdade e retirou a mão, rindo.

(Fonte: Blog Campanha no Ar - Folha Online/ Fotos: Marlene Bergamo/Folha Imagem)

Capa(s) da semana (20)

Em Israel a imprensa deu grande destaque para a apresentação de Paul McCartney em Tel Aviv, o que a mídia local tem até chamado de uma nova "Beatlemania". O show integra apresentações que levam McCartney a locais onde ele nunca visitou.
A presença do músico repercutiu por três motivos: 1) Em 1965 um show dos Beatles teria sido proibido em Israel devido ao seu "poder corruptor" da banda sobre os jovens; 2) Ameaças de atentados à vida do cantor; e 3) O alto preço dos ingressos, com preços entre 500 shekels (cerca de US$ 143) e 1500 shekels (cerca de US$ 340) e um cachê de 15 milhões de shekels (cerca de US$ 4,2 milhões), segundo Renata Malkes relatou para O Globo.

(Na sequência as primeiras páginas dos jornais:
 
  
  
 

Agora, na TV Cultura

Dona Helena
Dirigido por Dainara Toffoli
A TV Cultura exibe um tributo à vida e obra da violeira Helena Meirelles, que faleceu em 29 de setembro de 2005. Helena Meirelles faleceu 12 anos depois de ter sido “descoberta” pela revista norte-americana Guitar Player. A revista colocou Helena Meirelles entre os 100 melhores guitarristas do mundo, ao lado de músicos como Roger Waters e Eric Clapton.
Dona Helena nasceu no sertão do Brasil e desde criança era apaixonada pela viola. Passou a sua juventude entre comitivas de boiadeiros e prostíbulos, lutando pelo direito de tocar. Helena era parteira e benzedeira, casou-se três vezes e teve 11 filhos, mas criou apenas dois deles. Aos 69 anos de idade, ainda analfabeta, virou estrela no Brasil. Mas esse sucesso repentino não mudou seu destino marcado pela origem humilde. Sua sina era lutar pela sobrevivência e a da sua família.
(Fonte: Site da TV Cultura)

Pela estrada afora

Você já parou para pensar como seria se a história da Chapeuzinho Vermelho acontecesse nos dias de hoje e no Brasil?Alguém (certamente muito desocupado) pensou nisso! É engraçado, mas talvez seja um pouco do retrato da imprensa nacional...


JORNAL NACIONAL
(William Bonner): "Boa noite. Uma menina chegou a ser devorada por um lobo na noite de ontem..."
(Fátima Bernardes): "... mas a atuação de um caçador evitou uma tragédia"

PROGRAMA DA HEBE
(Hebe Camargo): "Que gracinha, gente. Vocês não vão acreditar, mas essa menina linda aqui foi retirada viva da barriga de um lobo, não é mesmo?"

BRASIL URGENTE
(Datena): "Onde é que a gente vai parar? Cadê as autoridades? Cadê as autoridades?! A menina ia pra casa da vovozinha a pé! Não tem transporte público! Não tem transporte público! E foi devorada viva... Um lobo, um lobo safado. Põe na tela!!! Porque eu falo mesmo, não tenho medo de lobo, não tenho medo de lobo, não"

REVISTA VEJA
"Lula sabia das intenções do lobo"

REVISTA CLÁUDIA
"Como chegar à casa da vovozinha sem se deixar enganar pelos lobos no caminho"

REVISTA NOVA
"Dez maneiras de levar um lobo à loucura na cama"

FOLHA DE S. PAULO
Legenda da foto: "Chapeuzinho, à direita, aperta a mão de seu salvador"
Na matéria, box com um zoólogo explicando os hábitos dos lobos e um imenso infográfico mostrando como Chapeuzinho foi devorada e depois salva pelo lenhador.

O ESTADO DE S. PAULO
"Lobo que devorou Chapeuzinho seria filiado ao PT"

O GLOBO
"Petrobrás apóia ONG do lenhador ligado ao PT que matou um lobo pra salvar menor de idade carente"

ZERO HORA
"Avó de Chapeuzinho nasceu no RS"

AGORA
"Sangue e tragédia na casa da vovó"

REVISTA CARAS
(Na semana seguinte) Ensaio fotográfico com Chapeuzinho
"Na banheira de hidromassagem, Chapeuzinho fala a CARAS:
'Até ser devorada, eu não dava valor para muitas coisas da vida. Hoje sou outra pessoa'"

PLAYBOY
(Ensaio fotográfico no mês seguinte)
"VEJA O QUE SÓ O LOBO VIU!"

REVISTA ISTO É
"Gravações revelam que lobo foi assessor de político influente"

SUPER INTERESSANTE
"Lobo mau! Mito ou verdade?"

DISCOVERY CHANNEL
"Vamos determinar se é possível uma pessoa ser engolida viva e sobreviver"

Fonte: Enquanto isso aqui no blog... [via Tomei a pílula vermelha]

Retratos & Reflexos (20)

Foto de Pierre Devin, fundador e ex-diretor do
Centre Regional de la Photographie Nord Pas de Calais, França.
Casou-se com uma fotógrafa brasileira e atualmente mora no Brasil

Música, criatividade e igreja

Breves observações sobre o cenário
da música evangélica no Brasil...
ou em que pé que tá a coisa toda!

Estas entrevistas foram realizadas no último dia 03 de setembro, em São Paulo, durante o lançamento do novo álbum do cantor e compositor evangélico Stênio Marcius, intitulado Canções à meia-noite.
O show teve participação especial de Baixo & Voz, Silvestre Kuhlmann, Glauber Plaça e Thiago Vianna. Além dos músicos, também marcaram presença o Ministério Terra dos Palhaços e o artista plástico Anderson de Góes Monteiro.

Let's Dance

Outro dia lembrei da parceria de Marvin Gaye e Tammi Terrell na interpretação de Ain't No Mountain High Enough (confira). Marvin Pentz Gay, Jr. nasceu no dia 2 de abril de 1939. Seu pai era pastor e desde a infância Marvin foi cercado pela música. Tornou-se cantor, multiinstrumentista, além de arranjador, compositor e produtor. No início da década de 1960 era o principal artista da renomada gravadora Motown.
A guerra do Vietnã e a morte prematura da sua parceira de duos Tammi Terrel mudaram o rumo das canções de Gaye, que passou a engajar-se mais politicamente e acrescentar temas ecológicos às suas músicas.
Nos final de sua vida, isolou-se e, em meio a tentativas de suicídio, foi morar com seus pais. Após uma discussão, foi assassinado por seu próprio pai, um dia antes de completar 45 anos.
A música que você ouve esta semana no DoxaOnline é Let's Get It On, faixa título do álbum de 1973 e que levou dois anos para ser finalizado (na foto de Jim Britt, Marvin descansando durante sessão de gravações - 1971).

Humor de 1ª na Segunda (20)

Manual "tolerância zero" para perguntas inúteis...

1. Quando te vêem deitado, de olhos fechados, na sua cama, com a luz apagada e te perguntam:
- Você tá dormindo?
- Não, tô treinando pra morrer!

2. Quando a gente leva um aparelho eletrônico para a manutenção e o técnico pergunta:
- Tá com defeito?
- Não é que ele estava cansado de ficar em casa e eu o trouxe para passear.

3. Quando está chovendo e percebem que você vai encarar a chuva, perguntam:
- Vai sair nessa chuva?
- Não, vou sair na próxima.

4 Quando você acaba de levantar, aí vem um idiota (sempre) e pergunta:
- Acordou?
- Não. Sou sonâmbulo!

5. Seu amigo liga para sua casa e pergunta:
- Onde você está?
- No Pólo Norte! Um furacão levou a minha casa pra lá!

6. Você acaba de tomar banho e alguém pergunta:
- Você tomou banho?
- Não, mergulhei no vaso sanitário!

7. Você ta na frente do elevador da garagem do seu prédio e chega um que pergunta:
- Vai subir?
- Não, não, tô esperando meu apartamento descer pra me pegar.

8. O homem chega à casa da namorada com um enorme buque de flores. Até que ela diz:
- Flores?
- Não! São cenouras.

9. Você está no banheiro quando alguém bate na porta e pergunta:
- Tem gente?
- Não! É o cocô que está falando!

10. Você chega ao banco com um cheque e pede pra trocar:
- Em dinheiro?
- Não, me dá tudo em clips.

[Via Pavablog]

zOnA dA RefOrMa # 010

Jesus é a resposta.
Mas qual é mesmo a pergunta?

Capa da semana (19)

Mais um jornal da linha "Notícias Populares" e com um interessante slogan:
"Para quem se atreve a ver mais!"
Jornal Hoy, da Colômbia

Quem tem medo de debate?

Muitos políticos fogem de debates. Mas, há aqueles que o enfrentam. Ou nem tanto assim...
O candidato a prefeito de Curitiba (PR) Lauro Rodrigues (PT do B)

Ladrão "boa gente"

Já estava desplugando quando ouvi esta notícia na Globo News (já havia sido noticiado no Jornal Nacional). Não resisti e fiz um último post do dia!

O fato ocorreu na cidade de Passo Fundo (RS), na madrugada desta quarta-feira (17). Após furtar um carro, o ladrão viu que no banco de trás dormia uma criança de cinco anos. O inusitado é que ele parou o carro, ligou para a Brigada Militar (Polícia Militar gaúcha) e travou o seguinte diálogo:
Transcrição completa do diálogo:
Ladrão: Seguinte, ó: eu vou ser bem sincero prá ti. Eu roubei um carro ali, tá, agora. E eu peguei o carro e tinha uma criança dentro, cara. E eu não vi, entendeu, não vi. Então o que que eu fiz, eu peguei o carro e botei o carro atrás do Enave, tá. Então tu manda uma viatura lá e manda filho da * do pai dele pegar ele e levar pra casa. Um piazinho, tá.
Polícia: Tá ok.
Ladrão: É um Monza. Tem um piazinho dormindo no banco de trás, tá. E diz pro pai dele que ele não ir… próxima vez que eu pegar aquele auto e tiver o piá lá, eu vou matar ele.
A polícia encontrou o carro no local "combinado" e o menino ainda estava dormindo. Segundo a polícia, a mãe e o padrasto da criança estavam em um bar. O Conselho Tutelar foi acionado.
- É o legítimo caso em que a gente não pode perder a esperança na humanidade. O ladrão sai com ânimo para roubar e mesmo assim tem uma reação de bom senso - afirmou a delegada responsável pelo caso.

(Fonte: G1/Folha Online/ JB Online)

Retratos & Reflexos (19)

Como dizia o comercial, "não basta ser pai"... As fotos abaixo são de um trabalho escolar para 5ª série, uma maquete feita à quatro, seis ou, diria, até oito mãos (já que também contou com a ajuda da mamãe e do tio Erasmo)!

De trás pra frente

Já está no ar o zOnA dA RefOrMa # 009. O tema é:

Expo - Babilônia.
O que é pior que um evangélico homofóbico?
Um monte de crente numa feira pra crente.
.
Tudo por causa de uma matéria da Folha de S. Paulo, por ocasião da abertura da 7ª Expo-Cristão, quando o prefeito - e candidato à reeleição - Gilberto Kassab (DEM) participou de um culto onde Jorge Linhares, presidente do Conselho de Pastores e Ministros Evangélicos de Minas, afirmou:
"Qualquer pai, por pior que seja, não pode sonhar em ver um filho montado por outro. Ele não é um animal", pregou Linhares, afirmando que os homens foram feitos para ter "relação sexual de frente".
Ou, na versão de O Globo:
"O homem não foi feito para ter outro homem montado nele. O único ser que tem relações sexuais de frente é o homem. Os animais é que têm relações por trás" - defendeu o pastor de Belo Horizonte.

Trabalho em família

Wilson Simonal foi um cantor de sucesso nas décadas de 1960 e 1970, falecido em 2000. Seus dois filhos são artistas que deram continuidade ao talento musical do pai: Max de Castro e Wilson Simoninha. Os dois trabalharam juntos no último álbum de Simoninha, Melhor, produzido por Max e com a participação especial de Claudio Zoli e Seu Jorge. A música que você ouve esta semana no DoxaOnline é Ela é Brasileira, composição e execução de Simoninha, Seu Jorge e Max de Castro.

Na tela
Em novembro de 2004, Wilson Simoninha cantou Tributo a Martin Luther King em um show em Paris, com Cesar Camargo Mariano ao piano.

Quase quarenta anos antes (final de 66 ou início de 67), Wilson Simonal - o pai - cantava a mesma música no programa Show em Simonal (TV Record). No piano, também Cesar Camargo Mariano, acompanhado por Sabá e Toninho Pinheiro, o Som 3.

Humor de 1ª na Segunda (19)

Será que os comediantes são os repórteres do CQC ou os políticos???
Parte 1
Parte2

Siga o líder

Capa da Semana (18)

A capa desta semana vai para a versão teen dos quadrinhos da Turma da Mônica Jovem - agora numa tentativa de versão mangá.
Edição Zero
.

Edição 1

Jornalbloguismo

Blogar ou não blogar, eis a questão.
Igual, mas diferente
Por Igor Ribeiro / Colaborou Fabricio Teixeira

Em meio a cobranças, blogueiros refutam a comparação de sua atividade com o jornalismo e destacam o poder da livre opinião como sua principal característica

A cada minuto são criados mais dois blogs no mundo, somando-se aos outros 112,8 milhões que povoam a rede, segundo dados de agosto de 2008 da empresa de busca e medição Technorati, uma das mais respeitadas na internet. A mesma entidade havia detectado cerca de 4 milhões de blogs no final de 2004. Ou seja, em apenas quatro anos, a chamada "blogosfera" cresceu 2.720%. Diante de números assim, há quem defenda que novas mídias como essa exercerão cada vez mais o papel de informação e entretenimento antes restritos aos veículos de massa, detentores de grandes audiências, equipe profissionalizada, e tradição histórica, como os jornais impressos e a televisão. Desse complexo panorama de transformações surge uma analogia entre as mídias tradicionais e digitais e, conseqüentemente, uma irrefreável indagação: o blogueiro é o novo jornalista?
"Blogueiros e jornalistas são coisas tão diferentes que nem deviam ser discutidas", afirma Bruna Calheiros, principal figura por trás do blog Smelly Cat, dedicado a curtas e longa-metragens em animação. Apesar da assertividade da blogueira quanto à separação de universos e de sua formação em publicidade, sua página tem abordagem bastante informativa e é constantemente atualizada com as últimas novidades do gênero. Publicou diversos posts sobre o festival AnimaMundi, por exemplo, sem nada dever aos críticos mais tradicionais do setor. Bruna garante que não segue regras e nem pretende fazê-lo: "tenho meu tom, minha maneira e coloco minha personalidade nos textos". Mas ela pertence a um grupo de blogueiros que se propõem a tratar de certos assuntos tão bem quanto o faria um jornalista treinado para isso, quando não melhor.
É o que acontece, por exemplo, com o catarinense Rafael Ziggy, autor do SimViral, blog dedicado a marketing e publicidade. Ou com Nick Ellis, que faz de seu Digital Drops uma fonte confiável sobre gadgets e tecnologia. Ou ainda com Carlos Merigo, cujo blog Brainstorm #9 conta com programas sobre propaganda e cultura gravados de modo bastante profissional. Nenhum deles é jornalista, mas todos escrevem em quantidade e em qualidade, apuram muitas das notícias que publicam, editam textos e selecionam fotos e vídeos para acompanhá-los, entre outras coisas. Sim, fazem tudo isso com bastante personalidade, deixando clara a distância que têm da profissão jornalística. Mas trazem tanta atenção para si e para seus blogs que passam a ser mercadologicamente atraentes como se cuidassem de um jornal de verdade. Cynara Peixoto, que mantém a partir de Fortaleza o blog sobre tecnologia Mundo Tecno, vê com bons olhos o panorama. "É um mercado em franca expansão, que ainda merece mais atenção dos publicitários. A publicidade tem que ir para onde o público está", alerta. Diversos blogueiros acompanham o movimento e trocam informações sobre como fazer de sua página na internet uma fonte de lucro. Esperam atingir o grau de Ricardo Noblat, que ficou famoso na época do mensalão por furar o muro do jornalismo impresso com seu site - desde 2005 o blogueiro só vive de e pelo seu blog.

Leia a matéria completa na edição 238 da Revista IMPRENSA
(Charge: Cox & Forkum)

Retratos & Reflexos (18)

Título: Olhos - autor: Pedro Costa 
Foto do site 1000 imagens

eNtrEViStA mINutO # 004

Já está no ar mais um trecho da entrevista com Ricardo Gondim e Jung Mo Sung. Dessa vez, o tema é:
O diálogo inter-religioso é possível ou é demagogia?

Fera do sopro

Além de me arriscar no piano e na flauta, nutri uma paixão especial pelo saxofone. E, é impossível falar deste instrumento sem lembrar do maior sax tenor do jazz, John William Coltrane.
Nascido em 23/09/1926, a música sempre esteve presente na vida de Coltrane. Seu pai era violinista e a mãe cantora do coral. O avô do músico era pastor da Igreja Metodista Africana Episcopal de Sião.
Na escola, aprendeu clarinete. Em seguida, foi para o sax alto, sendo influenciado inicialmente por Lester Young e Johnny Hodges. Mas, após servir na 2ª Guerra Mundial, começou a tocar sax tenor, segundo alguns, porque considerava que Charlie "Bird" Parker já havia "esgotado as possibilidades do sax alto". Depois de servir a Marinha Americana, passou a desenvolver uma dependência de heroína e álcool.
Fez parte da banda de Dizzy Gillespie, tocou com Jimmy Heath, mas foi com o Miles Davis Quintet, em meados da década de 1950, que passou a desenvolver seu talento e começou a ser reconhecido. O vício o fez ser trocado por Sonny Rollins e o levou a formar sua própria banda.
Em 1960 formou um quarteto com o pianista McCoy Tyner, o baterista Elvin Jones e o baixista Jimmy Garrison. Em outubro do mesmo ano, Garrison foi substituído por Steve Davis, na gravação (em apenas 6 dias!) de My Favorite Things, que foi lançado oficialmente em 1961. Neste trabalho, reinventa o som do sax soprano para o jazz.
É desse álbum que você curte a música tema My Favorite Things, um arranjo para uma valsa de Richard Rodgers & Oscar Hammerstein.
Numa carreira de altos e baixos - onde a crítica teve papel principal - Coltrane passou pelas raízes do Free Jazz e do Avant-garde Jazz. O tempo das músicas, nessa fase, não tinha limites, chegando até a mais de 30 minutos, com solos de 15 minutos.
Coltrane faleceu devido a um câncer no fígado, em 17 de julho de 1967.
Leia mais sobre o músico, aqui.

Na tela

Uma apresentação fantástica de John Coltrane, ao lado do também sax tenor Stan Getz, além de Oscar Peterson (piano), Paul Chambers (contrabaixo) e Jimmy Cobb (bateria). Nos solos, é possível observar as diferenças de estilo entre esses dois grandes saxofonistas.

Humor de 1ª na Segunda (18)

Primórdios da comédia stand-up...
Octavio Mendes faz Irmã Selma (na época do Terça Insana)

Fé de mais

Vídeo gravado por Pat Condell em resposta à pergunta:
Por que a fé merece respeito?
.

Mais um, intitulado:
Anzol, linha e arrebatamento


Patrick Condell é inglês, comediante stand-up (estilo dos principais humoristas do CQC) e escritor. Segundo o Wikipedia (nem sempre confiável), ele nasceu em uma família católica e perdeu o pai, vítima de leucemia. Ficou famoso pelos seus vídeos sobre ateísmo (principalmente difundidos na Internet), que já foram acessados por mais de 15 milhões de internautas. As duas principais religiões que Condell combate são o cristianismo e o islamismo. Richard Dawkins é um de seus fãs.

Joguem os dados

A mente de Wilson Tonioli não tem limites...

Capa da Semana (17)

O título poderia ser "Prata da casa". Aliás, eu nem precisaria dizer que primeira página abaixo é de um jornal do Alasca, não é? O destaque para Sarah Palin, a candidata a vice-presidente pelo Partido Republicano (e governadora do Alasca), foi do Anchorage Daily News.

Blogueiro póstumo

Não se trata de "mesa branca" ou afins. Descobri que o jornalista e escritor George Orwell (Revolução dos Bichos, 1984 ) escreve diariamente em um blog, desde o começo do mês passado, o Orwell Diaries. Na verdade, como Eric Arthur Blair (verdadeiro nome de Orwell) morreu em 1950, a internet possibilita - 70 anos depois - que os leitores conheçam o que o escritor escreveu em seus diários, entre 9 de agosto de 1938 e 1942.

eNtrEViStA mINutO # 002

Deus existe para você?

Retratos & Reflexos (17)

Maurício de Sousa percorreu a Bienal do Livro 2008 em diferentes dias e estandes. Na foto abaixo, no lançamento do livro Jesus nos ensina a viver, com texto de Luis Erlin.

Lançamento

O músico Stênio Marcius lançará hoje (quarta-feira - 03/09) seu novo trabalho: Canções à Meia Noite. O evento acontecerá no Auditório Rui Barbosa, na Universidade Presbiteriana Mackenzie, que terá a participação de: Baixo & Voz, Silvestre Kuhlmann, Glauber Plaça e Ministério Terra dos Palhaços.
O show começa às 20h e a entrada é franca.
Mais Informações: (11) 3763.2437 (c/ Selma)

eNtrEViStA mINutO # 001

O novo produto da zOnA dA RefOrmA:

Salvação é exclusividade do cristianismo?
Entrevista realizada na Bienal do Livro 2008, após o debate Fé & Descrença, promovido pela Editora Mundo Cristão e que contou com a participação de Ricardo Gondim, Jung Mo Sung e Luiz Felipe Pondé. A mediação foi de Sérgio Pavarini.

Jazz moderno

Nesta semana você curte uma grande dica (via Twitter) do companheiro Ricardo, do Diversitá. O som, que eu confesso que não conhecia, é do músico panamenho José James.
Na linha do moderno Nu Jazz, com interferências do hip-hop, blues, soul e drum&bass, James tem atraído a crítica e seu álbum The Dreamer já foi considerado um dos melhores lançamentos deste ano.
Você curte no DoxaOnline a música Park Bench People, versão para um clássico do hip-hop americano de 1993 (curta o vídeo gravado num abrigo para sem tetos em Nova York).

Som e Imagem

Curintiá

Corinthians - 98 anos (01/09/1910 - 01/09/2008)

Humor de 1ª na Segunda (17)

Enquanto o pessoal do CQC insiste em dizer que faz jornalismo com humor, tem repórter por aí que que pensa que faz humor, quando deveria ser apenas jornalista...
 
.
Talvez esse seja o repórter que William Waack queria chamar outro dia...
.
E já que lembramos do Jornal da Globo, "momento bastidores":
.
E prá não dizer que só falo da Globo...
Google