.

Humor de 1ª na Segunda (78)



Fonte: Vida Besta

Convite especial

No último sábado (21 de novembro) foi uma verdadeira festa a edição especial do Som do Céu, em São Paulo. A emoção e o talento subiram ao palco e ressoaram pela plateia. Sábado que vem a festa continua, com a apresentação da cantata Consola meu Povo, também no Projeto Raízes.



A equipe de louvor do Projeto Raízes vai reapresentar a cantata escrita por Jorge Rehder e Guilherme Kerr Neto, agora com as participações especiais de João Alexandre, Carlos Sider e da Banda VPC. Será no próximo sábado, dia 5 de dezembro, às 19h. Entrada franca.

Projeto Raízes
Rua Professor Ciridião Buarque, 76
Pompéia - São Paulo/SP

Capa da Semana (77)



Ontem foi o Dia de Ação de Graças nos EUA.
O DailyNews expressou seus agradecimentos
na primeira página.
*
O Orkut também lembrou da data, com um
simpático doodle (logotipo especial):


Releasemaníacos

Release "pronto para uso"
Por Carla Algeri em 24/11/2009
Reproduzido do objETHJOS, 23/11/2009


O release, uma ferramenta das relações públicas e da assessoria de imprensa, tem como objetivo inicial apresentar a opinião da empresa, instituição ou personalidade sobre determinado assunto, apresentar um novo produto, anunciar um evento, divulgar uma inovação implementada pela instituição, prêmio recebido, entre outros que transmitam uma imagem favorável do assessorado.

Porém, no Brasil, muito mais que um aviso ou sugestão, é tratado pela redação dos jornais como uma matéria completa, pronta para ser publicada, inclusive acompanhada pelas fotos enviadas pela assessoria. Em vários casos, os releases são transformados em notas, sem a preocupação do jornalista em checar os dados ou complementar as informações com outras fontes.
(Fonte: Observatório da Imprensa - Leia na íntegra)

Retratos & Reflexos (77)


Onde há fumaça, há.... arte!
Pelo menos, para Mehmet Ozgur, que trabalha
artisticamente a fumaça em suas fotografias.

Luta com sangue e com canção

A penúltima música da série de novembro traz uma união de gerações em torno da música Tributo a Martin Luther King, composta por Ronaldo Bôscoli e Wilson Simonal e interpretada pelo filho deste, Wilson Simoninha, gravada no álbum Sambaland Club (2002). Curta a versão com o Just Sing Choir que, à época era capitaneado pelo meu amigo Robson Nascimento. Ao piano elétrico, Simoninha.

Humor de 1ª na Segunda (77)


O destino que você gostaria para os
pombos que miram o alvo em você...

Capa da Semana (76)



Guerra tosca

Nada mais cômico e trágico do que a entrada ao vivo de um link do programa Hoje em Dia esta semana. Erros de todas as partes, na minha opinião. Repórter e produtores da Record, produtores da Globo, assessoria do ministro, direção e apresentador do programa. E muita falta de educação. Confira e tire suas conclusões:


Retratos & Reflexos (76)


Foto feita em 2007 por Ivan De Oliveira Cavas Filho
que este ano foi vencedor na Categoria 2 (Subaquática),
no III SALÃO DE FOTOGRAFIA DO MAR.
Em 2007, ele chegou ao 5º lugar no GP Brasil de Foto Sub.


Only voices

Voltando ao tema de novembro, nada melhor do que as vozes do Take 6 para exemplificar o negro spiritual, ou seja, a forma como os negros dos EUA reproduziam o som que ouviam dos hinos das igrejas. Qual você acha mais empolgante?

PS: Em meio a uma semana super atribulada, só agora reparei que não subi a música para o DoxaCast, nem ao menos indiquei por aqui. Nunca é tarde! A música que eu escolhi foi Mary, do primeiro álbum, intitulado Take 6.

Humor de 1ª na Segunda (76)


Parece que o goleiro do Al Shoalah não curtiu
o gol aos 2 segundos do 1º tempo...

Capa da Semana (75)



Na semana dedicada a Jorge Rehder, a capa da semana vai para o álbum Porto Esperança, lançado em 2008, em comemoração aos 35 anos de seu ministério.

Jorge, um exemplo, uma inspiração

Fábio Davidson

Para uns, Doutor Rehder, o dentista. Para outros, Pastor Jorge Rehder, o líder. Para Marilda, o marido leal. Para Carol e Marina, o pai amoroso. Para muitos, Jorginho, o amigo.

Jorge Moreira Rehder veio ao mundo em 29 de julho de 1956. Seu talento musical serviu a Igreja Metodista de Santo Amaro, no início da década de 70. Era o começo de uma vida de dedicação e seriedade com os princípios cristãos e com a busca de uma música de qualidade, profundidade e coerência bíblica (leia o relato do Felipe), o que ficou evidente em seus trabalhos com a Missão Vencedores Por Cristo, onde fez amigos e parceiros musicais.

No final da década de 80, início da década de 90, surgia no meio eclesiástico uma nova igreja. Nascida do sonho de um grupo de jovens que “pretendiam adotar um louvor com raízes em nossa música popular brasileira, buscando dessa forma maior liberdade litúrgica. Alterar a maneira de expor os ensinamentos bíblicos, tornando a comunicação menos formalizada”, o Projeto Raízes tinha a cara de Rehder.

Rehder seguiu uma competente carreira como dentista, especializando-se em periodontia. Ao mesmo tempo, compôs muitas músicas. E, como exemplo de disponibilidade, ensinou, ministrou, pastoreou e discipulou muitas pessoas.

A doença chegou sorrateira e certeira. Vieram as cirurgias, quimioterapias, radioterapias. Mesmo assim, o bom humor, as piadinhas e a preocupação com a comunidade continuaram. O primeiro round acabava e parecia que Rehder sairia vencedor.

Mesmo sentindo dores, preocupava-se com a dor do outro. Nunca parou de partir e repartir a sua própria vida. Lembro-me quando eu estava para fazer uma cirurgia importante e ele estava prestes a fazer a sua. Jorge esteve sempre presente, antes, durante e após o meu procedimento. E brincou, quando alguns membros da igreja também passaram por cirurgias, mais ou menos na mesma época: ”Tem igrejas em que Deus cura. Aqui, Deus opera!”. Aliás, estávamos esperando chegar o calor para, em alguma piscina, fazermos um “concurso de cicatrizes das cirurgias”...

Compôs mais de uma centena de músicas, mas gravou apenas um trabalho autoral, lançado em dezembro de 2008, em comemoração aos 35 anos de seu ministério. Porto Esperança trouxe músicas inéditas, alguns clássicos e contou com a participação especial de expoentes como: Nelson Bomilcar, Marcos Mônaco (músico da Traditional Jazz Band), Carlos Sider, além da produção musical e arranjos de Daniel Maia (atual músico de Tom Zé).

À época do lançamento, Jorge foi entrevistado por Nelson Bomilcar, para o programa Sons do Coração:

 Porto Esperanca - Entrevista c/ Jorge Rehder - Parte I [29:04m] Hide Player | Play in Popup | Download


 Porto Esperanca - Entrevista c/ Jorge Rehder - Parte II [28:34m] Hide Player | Play in Popup | Download


Em 2009, Rehder fez parte do Som do Céu e foi entrevistado pelo pessoal do blog:

Blog SDC Entrevista: Jorge Rehder
Um artista disfarçado de dentista.

É esse sentimento que todos nós que não somos pacientes do Jorge em seu consultório de periodontia alimentamos, cada vez que cantamos uma de suas canções.

Quem o conhece pessoalmente entende muito bem como ele consegue exercer atividades tão distoantes como dentista e cantor - ou ainda pastor. Quem o conhece sabe que sobre este pequeno grande homem existe uma benção especial de Deus. Sabe que esse talento enorme é equilibrado por um coração enorme. E esse coração o transforma em um pastor cuidadoso, em um amigo presente, em um artista sensível, em um pai companheiro...

Gastar um tempo com o Rehder é sempre algo prazeroso. O homem é realmente uma simpatia. Ele nos atendeu com muita alegria para essa entrevista, que você confere abaixo:

Blog SDC: Olá, Rehder! Há quantos anos você está envolvido com a música cristã?
Rehder: Desde 1973, no início com um grupo musical de jovens na Igreja Metodista em São Paulo.

Blog SDC: Você se lembra qual foi a primeira música que você compôs?
Rehder: Foi um xote-“Canto à felicidade”

Blog SDC: Como você se sente em saber que as suas músicas são tocadas na maioria das igrejas do país?
Rehder: O que um compositor mais gosta é de poder mostrar o seu trabalho, ser reconhecido. Na realidade somos todos carentes e precisamos de encorajamento. O meu sentimento é de gratidão a Deus por me usar neste ministério, apesar das minhas fragilidades e limitações, só Deus mesmo.

Blog SDC: Quais foram seus grandes parceiros de composição?
Rehder: Guilherme Kerr, Jorge Camargo e Nelson Bomilcar.

Blog SDC: O que você pensa sobre este momento vivido pela igreja, com esta supervalorização da música em detrimento à palavra? E qual é a sua reação ao ver as loucuras feitas por alguns crentes em cima de um palco ou púlpito?
Rehder: A música realmente está supervalorizada, o que não significa que tenha mais qualidade, vejo que a maioria das comunidades usam músicas com melodias pobres e harmonizações fáceis, não há empenho para uma musica mais elaborada ( é mais fácil ). A letra é voltada na maioria das vezes para a tal da teologia da prosperidade, isto reflete no estilo de vida das pessoas, fazendo com que vivam um cristianismo utilitário e num relacionamento superficial com Deus. Com relação as loucuras no palco ou púlpito minha primeira reação é de espanto, daí vou absorvendo o fato e fico envergonhado, daí passa mais um tempo começo a ficar bravo e me pergunto: “ porque ninguém toma uma providência, principalmente eu?, passa mais um tempo começo a entender que preciso orar mais, estudar mais a bíblia, ter relacionamento profundo com meu Senhor, discipular e influenciar de alguma forma a minha geração, o problema é que as vezes me sinto cansado, de remar contra a maré, mais vale a pena, não desisti, tenho esperança.

Blog SDC: Quais foram suas grandes influências ?
Rehder: na área de arte musical: Ivan Lins, Marcos Vale, Queen, Elomar, Boca Livre.

Blog SDC: Você pode nos dizer algo sobre a importância de um evento como o Som do Céu completar 25 anos ano que vem?
Rehder: A realidade é que o Som do Céu, não é mais um evento, passou a ser um ajuntamento de irmãos revelador das visões do Reino de Deus através das artes. A importância está na capacidade desse encontro de encorajar, fortalecer, renovar compromissos e desencadear mudanças.

Blog SDC: Deixe um recado para as pessoas que estarão lá no SDC ano que vem?
Rehder: Pra todos nós que vamos estar no SDC 2009 que seja a oração e o esperar no Deus que surpreende e que lá a gente fique atento e perceba claramente o vento do Seu Espírito naqueles dias nos direcionando para algo mais ousado, por que não?

De repente, a luta teve um segundo round. O câncer veio feroz e devastador, como um golpe baixo. Rehder nos deixou no último dia 8 de novembro. Como bem lembrou Nelson Bomilcar, dia do nascimento de Sérgio Pimenta, outro que foi para o Pai tão cedo. Talvez Rehder tenha sido chamado para animar a festa aniversário de Pimenta, no Céu... Suas últimas palavras são um registro de esperança e fé: "O Senhor é meu Pastor. Nada me faltará".

Para os amigos, fica a lembrança do homem Jorge Rehder. Compassivo, emotivo, divertido. E, para a igreja brasileira, permanece o legado espiritual e musical de alguém que levou a adoração e o louvor com uma seriedade sem igual. Um exemplo a ser seguido. Um marco na história da Música Cristã Brasileira.

Para trazer à memória
Dois eventos já estavam programados para o final deste ano, em apoio e homenagem a Rehder. O desejo dos organizadores era que nossos pastor-compositor-dentista vencesse a doença e nos brindasse com a sua presença. Mas, o Pai o recolheu para debaixo de suas asas e agora as duas programações farão parte de um Tributo a Jorge Rehder. Acompanhe, também, pelo site oficial.




A MPC Brasil, em comemoração ao 25º Som do Céu, fará o Som do Céu Especial. Será uma série de shows que acontecerá em algumas cidades do Brasil para promover o lançamento do O Livro do Som do Céu.
Este livro é fruto do debate sobre o cenário da música cristã brasileira, promovido durante a edição de 25 anos do evento e que contou com a participação de músicos como João Alexandre, Jorge Camargo, Carlinhos Veiga, Nelson Bomilcar, Paulo (Logos), Jorge Rehder, dentre outros. Em São Paulo, a festa será no dia 21 de novembro, a partir das 16h30, no Projeto Raízes, com a participação de Jorge Camargo, Gerson Borges, Stênio Marcius, Baixo & Voz, Telo Borges e Carol Gualberto. Entrada franca.

*



A equipe de louvor do Projeto Raízes vai reapresentar a cantata escrita por Rehder e Guilherme Kerr Neto, agora com as participações especiais de João Alexandre, Carlos Sider e Banda VPC. Será no dia 5 de dezembro, às 19h. Entrada franca.

Projeto Raízes
Rua Professor Ciridião Buarque, 76
Pompéia - São Paulo/SP


Seguir a Jesus
Guilherme Kerr e Jorge Rehder
.
Seguir a Jesus é deixar as redes, é deixar o barco
É fazer-se de fraco pra levar os fracos à Verdade
É ser livre de tudo, ser servo de todos
É ter no coração
A vontade de sempre, com amor mais ardente
Servir a Jesus

Seguir a Jesus é perder sua vida pra encontrar vida plena
É abrir mão de tudo, entregar-se de todo, vale a pena!
É ser livre e cativo no amor mais ativo
É ter no coração
A vontade de sempre, com amor mais ardente
Servir a Jesus



Discografia
Embora Jorge Rehder tenha mais de cem composições, só lançou um trabalho autoral. Seu repertório encontra-se espalhado por dezenas de álbuns, dentre os quais:

Porto Esperança (2008)
Louvarei (c/ GK)
Deus da Vida
Esperança em Deus
Vivesperança
Meu Lugar
Vimos Trazer
Fio da Esperança
O Meu Pastor é Deus
Louvai
Vinde Cantemos
Renovação 

Vencedores Por Cristo 
Louvor IV (1985)
Resplandeceu
Enche-me Espírito (c/ GK)

Louvor V (1988)
Rei das Nações
Ó meu Pai (c/ GK)
Fontes da Vida

Louvor VI (1990)
Salmo 34
Meu Herói
Somos Convidados (c/ NB)
Contemplação (c/ NB)

Louvor VII (1991)
Glória e Força
Somente Um
Prontos para Adoração (c/ NB)
Jesus é Rei 

Cânticos 1 (1992)
Só Tu és Deus
Hosana, Filho de Davi
Fonte do Bem
Vive o Senhor

Sopro de Vida (1993)
Perseverança
Só um jeito

Louvor VIII (1994)
Voz de Louvor
Adorai ó Povo de Deus
Batam Palmas (Salmo 47)

Cânticos 2 (1996)
Salmo 23
Adoramos (c/ NB)

Canções de Amor (1998)
Mais forte que a Morte (c/ GK)

VPC 30 Anos (1998 - compilação)
Só um jeito
Perseverança

Louvor IX (1999)
Em santidade, Senhor
Aliança
Soberano
Louvai

Novidade (2001)
Rasgou o Véu
Viver pra Deus
Salmo 34

Louvor X (2003)
Digno de Louvor

Projeto Raízes
Louvor de Raízes (1994)
Bendito seja o Seu Nome
Agora é o Tempo
Igreja Presente
Prontos para a Adoração (c/ NB)
Coração Adorador (c/ NB)

Louvor de Raízes Vol. 2 (1997)
Glória e Louvor
De Vida e de Fato
Louve ao Senhor (Salmo 150)
Exaltai ao Senhor
No Senhor Esperamos
Vamos Celebrar
Prontos para a Ceifa (c/ NB)

Parcerias com Guilherme Kerr Neto 
Cantatas: 
Vento Livre (I B Morumbi – 1985)
Missões e Adoração I (I B Morumbi)
Missões e Adoração II (I B Morumbi)
Eram Doze
Luz (Luz Para o Caminho – 1994)
Consola Meu Povo (2005) 

CD Adoração Comunitária(1989)
Permanecer (c/ NB)
Rasgai o Coração
Precioso

Outras participações:
Presença – Jorge Camargo (1996)
Vida e Luz (c/ JC e GK)

Quando é Deus quem faz – Carlos Sider (2002)
Um coração

Caminhos do Coração – Nelson Bomilcar (2005)
Permanecer (c/ NB)
Contemplação (c/ NB) 

Associação de Músicos Cristãos
Reunidos
Nosso Chamado

(Legenda da Discografia: GK-Guilherme Kerr Neto/ NB-Nelson Bomilcar)

Alguns vídeos

Louvarei - Lançamento do CD Porto Esperança
Jorge Rehder e família no Som do Céu
Barnabé, Homem de Deus
Meu pastor é Deus (clipe) 
Vida e luz - c/ Jorge Camargo, Jorge Rehder e Nelson Bomilcar
Jorge Rehder entrevistado pelo Zona da Reforma (1)
Jorge Rehder entrevistado pelo Zona da Reforma (2)

Homenagens
Nelson Bomilcar
Wilson Tonioli
Augusto Guedes
Gerson Ortega

Retratos & Reflexos (75)


(Fonte: Blog Eduardo Mano)

Coração humilde e talentoso

O talento de Jorge Rehder permanecerá sempre vivo em suas canções. Hoje, interrompi a série de novembro para relembrar este lindo arranjo de João Alexandre para a música Rasgai o Coração, letra e música de Rehder, com o vocal dos gigantes Carlos Sider, Guilherme Kerr Neto, João Alexandre e Nelson Bomílcar, gravado no clássico Adoração Comunitária (1989).

Humor de 1ª na Segunda (75)



O verdadeiro artista consegue tirar alegria da dor.
Uma criativa homenagem a Jorge Rehder,
do amigo comum, Wilson Tonioli.

Jorge Rehder foi ocupar seu lugar junto ao Pai

“Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? Como está escrito: Por amor de ti, somos entregues à morte o dia todo, fomos considerados como ovelhas para o matadouro. Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Romanos 8.35-39)


Depois de uma cansativa luta contra um câncer, com tristeza recebemos a notícia do falecimento do pr. Jorge Rehder, nesta madrugada. Sua história, seu exemplo, sua alegria e suas canções ficarão sempre marcadas em nossas vidas. Há quase um ano, um álbum celebrou os 35 anos de carreira de Rehder (confira).
Neste domingo, às 18h30, celebraremos um Culto de Gratidão a Deus pela sua vida, no Projeto Raízes (R. Prof. Ciridião Buarque, 76 - Pompéia - São Paulo/SP). Nesta segunda, às 8h30, haverá um Culto de Despedida (também no Raízes), com saída prevista para o Cemitério do Morumbi às 10h00, para o sepultamento.

Meu Lugar
Jorge Rehder

Eu sei que o meu lugar é estar em Ti
Pra ser, amar e viver, pra servir

Estar em Ti é olhar além dos problemas
Estar em Ti é saber
Em minha vida só Tu reinas

Quer estar, sei o meu lugar
É estar em Ti
Quer estar, desejo estar
Junto a Ti

Estar em Ti é, sim, ver
Os Teus feitos, maravilhas
E neste olhar se renovam
Os meus sonhos e alegrias

Estar em Ti é sentir
Que o meu descanso e o meu riso
Estão na Tua presença
O meu lugar os Teus rios

Capa da Semana (74)



Mesmo com uma linha separando foto e manchete,
alguns desavisados podem achar que a manchete
tem a ver com o diretor, no jornal A Tribuna.

Jornalismo e corrupção

Deu no Jornal é um banco de dados de reportagens relacionadas à corrupção e seu combate, publicadas em jornais e revistas de todos os estados e produzido pela Transparência Brasil.

Retratos & Reflexos (74)



Imagens em movimento,
na visão e pesquisa de Antonio Venancio.

Black is beautiful

Dia 20 de novembro é o Dia da Consciência Negra, uma menção à morte de Zumbi dos Palmares. Pensei, então, em tematizar o DoxaCast deste mês e o primeiro músico escolhido foi Luiz Melodia, com uma versão ao vivo de Cruel, gravada em junho de 1999, no Rio de Janeiro, para o álbum Luiz Melodia - Acústico ao vivo.

Humor de 1ª na Segunda (74)


A vida em quatro frascos, segundo Verticontes.

Novembro criativo



Não perca!!! Começa esta semana!!!
Google