.

Blogs, jornalistas e presidentes

Semana passada escrevi sobre redes sociais nos governos. Em junho, sobre o Blog da Petrobrás. Hoje, é a vez do Blog do Planalto, que ainda não começou, mas as polêmicas, sim. Fala-se que o blog não admitirá comentários, por exemplo. Talvez porque na vida nada se cria, tudo se copia, e provavelmente seguirá o padrão do blog criado por Obama, o Blog da Casa Branca.

Enquanto o blog não sai e o diploma para jornalista cai, Lula tornou-se, esta semana, colunista de quase 100 jornais. O primeiro texto de Lula saiu no último dia 7 de julho e também está disponível no portal da Secretaria de Imprensa (baixe aqui). Confira a nota do Portal Imprensa, reproduzida no Portal do Governo Brasileiro:

Presidente Lula estreia como colunista em 94 jornais do país
07/07/2009 - 12:01

Portal Imprensa

O presidente Luíz Inácio Lula da Silva iniciou nesta terça-feira (7) a redação de coluna em 94 jornais cadastrados pelo Palácio do Planalto no país. A seção, intitulada "O Presidente Responde", terá periodicidade semanal e será baseado por perguntas enviadas por cidadãos ao chefe de estado brasileiro. A Secretaria de Imprensa da Presidência informa que, jornais interessados em publicar a coluna devem enviar perguntas de leitores para Lula.

Na primeira edição da coluna, o presidente respondeu duvidas sobre gastos com a Copa do Mundo de 2014 -que será realizada no Brasil -, além de falar sobre o Sistema Único de Saúde (SUS) e a possibilidade dos cidadãos se cadastrarem ao programa de casa própria pela internet.

Desde 2003, ano em que iniciou o mandato, Lula é responsável pelo programa de rádio semanal "Café com o Presidente", em que responde a perguntas enviadas por eleitores. A Secretaria de Imprensa prevê ainda a criação de um blog até o final deste mês, para divulgar as ações do Executivo brasileiro.

Voltando ao assunto principal de hoje, o tal blog presidencial, segue o artigo de Diogo Mainardi que saiu esta semana na revista Veja.

O Cordeiro do presidente

“O blogueiro de Lula considera que a ‘grande mídia’ – da qual ele e Franklin Martins foram demitidos – ‘é apenas uma ferramenta para perpetuar o status quo de uma elite, veículo de pré-conceitos, defesa de interesses escusos e muito, mas muito cinismo mesmo’”

Jorge Cordeiro? Isso mesmo: Jorge Cordeiro. Ninguém sabe quem ele é. Ninguém sabe o que ele faz. Mas Franklin Martins acabou de contratá-lo para comandar o blog do Lula. O blog do Planalto.

Lula declarou recentemente que, com a internet, a imprensa perdeu “o poder que tinha alguns anos atrás”. E, de acordo com ele, quanto menos poder a imprensa tiver, melhor. Porque isso impede que os jornais tentem “dar um golpe de estado”, manipulando os fatos. Lula, a Arianna Huffington de Caetés, acredita que só agora, com o Blogger, o Facebook e o Twitter, “este país está tendo o gosto da liberdade de informação”. Segundo ele, “estamos vivendo um momento revolucionário da humanidade”.

Jorge Cordeiro, o blogueiro de Lula, tem o perfil do revolucionário da internet. Depois de trabalhar por seis anos como assessor de imprensa da Odebrecht, no período em que a empreiteira se enroscou com Fernando Collor de Mello, ele se distinguiu por sua passagem em jornais como O Fluminense. Quando Marta Suplicy foi eleita, ele ganhou um cargo na área de internet da prefeitura paulistana. Em 2005, arrumou um emprego no Globo Online, sendo demitido menos de um ano depois. Ultimamente, até ser contratado por Franklin Martins, ele mantinha um blog que era lido e comentado sobretudo por ele mesmo. A internet tem esse aspecto revolucionário: o autor de um blog pode ser também o seu único leitor.

Assim como Lula, Jorge Cordeiro dispara contra a imprensa. Seu blog solitário é sua Sierra Maestra. Ele considera que a “grande mídia” – da qual ele e Franklin Martins foram demitidos – “é apenas uma ferramenta para perpetuar o status quo de uma elite, veículo de pré-conceitos, defesa de interesses escusos e muito, mas muito cinismo mesmo”. VEJA, Folha, Estado, Globo: o blogueiro de Lula condena todo o “(tu)baronato” da imprensa, acusando-o de irresponsabilidade, de tendenciosidade, de forjar a roubalheira dos mensaleiros e de montar uma farsa golpista no episódio dos aloprados, a fim de evitar o triunfo histórico de “Lulaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!”.

O blogueiro de Lula, como o próprio Lula, argumenta que há mais liberdade e mais pluralidade nos blogs do que na imprensa. Os elogios aos blogs cessam no momento em que eles abusam dessa liberdade e dessa pluralidade para – epa! – falar mal de Lula. Ricardo Noblat se torna automaticamente “dissimulado, prepotente, mentiroso”. E Reinaldo Azevedo é ironizado por seus tumores, que o blogueiro de Lula apelida de “bolotinhas”.

Eu? Eu sou um “dândi”. Tenho de levar “uma bela cusparada” e, como Paulo Francis, “sucumbir a inúmeros processos”. Na semana passada, renunciei espontaneamente ao meu trabalho na internet. O blogueiro de Lula comemorou minha despedida com o seguinte comentário: “U-huuuuu!!”. Agora que Lula tem um blog, e que pretende trocar a imprensa por spams, sou eu que comemoro minha saída da internet: “U-huuuuu!!”.

0 Opiniões:

Google