.

Virada, viradinha e viradona

Ontem (agora há pouco) criamos coragem e saímos todos para curtir pelo menos um pouquinho da Virada Cultural. Chegamos no SESC Santana por volta das 16h00 e nos divertimos bastante. Neste horário, o Núcleo Caboclinhas apresentou poemas de Lewis Carroll, Walt Whitman, entre outros, baseadas no livro Um Caldeirão de Poemas, de Tatiana Belinky. Logo em seguida, todos participamos do Espaço Recrear, com pinturas, atividades manuais e esportes (até arrisquei umas raquetadas no badminton). E, na sequência, já na programação da Virada, os meus dois filhos mais velhos (foto à esquerda) curtiram uma noite de roqueiros, formando a Banda RMJM e "tocando" o jogo Rock Band em um palco com um telão. Foi um sucesso! Enquanto o som rolava, o resto da família deu uma parada na Comedoria - afinal, ninguém é de ferro - e as pequenas curtiram o ator Luiz Mauricio (foto à direita), apresentando o Palco dos Bonecos, uma perf ormance musical homenageando Carmem Miranda e Cauby Peixoto.
Na saída, ainda deu tempo de assistir (quase ao lado do prefeito Kassab!) uma intervenção de dança contemporânea do Grupo Ares (foto à esquerda), intitulada Tempo Ausente.
Prá quem não quer ou não pode sair de casa (ou está longe de Sampa), o site da TV Cultura tem transmissão ao vivo de algumas programações.

0 Opiniões:

Google