.

Mar acima

Se você viveu o momento pós-Diretas, deve se lembrar do nome José Ribamar. É esse mesmo que você pensou, o José Sarney, vice que virou presidente, entre 1985 e 1989. Nascido José Ribamar Ferreira de Araújo Costa, adotou legalmente - e politicamente - o nome José Sarney de Araújo Costa, a partir de 1965.
Mas, se terça-feira é dia de falar sobre música, qual será o motivo desta introdução? É que achei interessante a coincidência de nomes e local de nascimento. 36 anos depois do nascimento de Sarney, também no estado do Maranhão, também no mês de abril e também com o nome de José Ribamar (Coelho Santos), nascia um músico que veio para São Paulo e despontou para o sucesso, com o nome artístico de Zeca Baleiro.
A música que escolhi para esta semana é Heavy Metal do Senhor, que abre o primeiro trabalho gravado por Zeca, Por onde andará Stephen Fry? (1997). Acho essa música muito legal, principalmente porque no meio evangélico há muito debate - e pouca boa produção - sobre a dicotomia entre música (e arte) sacra e profana (divisão que, para mim, não existe). Quem sabe um dia o povo gospel resolva partir dessa música para as discussões e descobrir que falta muita criatividade no meio, além do excesso de chavões, repetições sem sentido e hipocrisia nas letras, além de falta de talento nas elaboração das músicas e melodias.
Heavy Metal do Senhor
Zeca Baleiro

o cara mais underground que eu conheço é o diabo
que no inferno toca cover das canções celestiais
com sua banda formada só por anjos decaídos
a platéia pega fogo quando rolam os festivais
enquanto isso deus brinca de gangorra no playground
do céu com os santos que já foram homens de pecado
de repente os santos falam "toca deus um som maneiro"
e deus fala "aguenta vou rolar um som pesado"
a banda cover do diabo acho que já tá por fora
o mercado tá de olho é no som que deus criou
com trombetas distorcidas e harpas envenenadas
mundo inteiro vai pirar com o heavy metal do senhor

a banda cover do diabo acho que já tá por fora
o mercado tá de olho é no som que deus criou
com trombetas distorcidas e harpas envenenadas
mundo inteiro vai pirar com o heavy metal do senhor

Na tela
Foi com a participação especial na música Vapor Barato/Flor da Pele, na gravação do MTV Acústico da Gal Costa (1997), que Zeca Baleiro, já com vários anos de estrada, alavancou sua carreira.

3 Opiniões:

Lindoélio Lázaro disse...
6/1/09 1:02 PM

Fala, brother!
Gostei muito do seu blog...
Opiniões nascem para serem expostas mesmo, rs...
Quanto ao Zeca, o brother Thiago Mendanha gravou pra mim algumas músicas dele e pirei quando ouvi e testifiquei a criatividade do cara.
"Telegrama" também daria boa discução...
Um abraço!

Fábio disse...
6/1/09 6:59 PM

Valeu!
Temos muita coisa boa, no universo de coisas ruins e comerciais da música brasileira. Ao contrário da música cristã, que tem pouquíssima coisa boa - e pouco divulgada - em um universo de porcaria...
Abraço!

Thiago Mendanha disse...
6/1/09 11:39 PM

Musiquinha show essa do Zeca Baleiro...

=)

Google