.

Notícia nos ares

Guerras, tragédias, acidentes. Em algumas situações o repórter está no centro da notícia. Aí surge o dilema: intervir ou registrar? Ontem um acidente vitimou o piloto do Águia Dourada helicóptero da TV Record. Não bastasse a guerra de motolinks em terra, os céus também são disputados. O GloboCop, da TV Globo, estava por perto e registrou o desastre. Confira as diferentes perspectivas e enfoques, além do processo de construção da notícia, através dos telejornais e edições especiais durante o dia:

14 minutos após o acidente - Globo News
Falta de informações = repetição exaustiva das imagens

40 minutos após o acidente - Globo News
Agora, mais informações...

2 horas e 40 minutos após o acidente - Globo News

A matéria, no Jornal Hoje


A matéria, no Jornal Nacional
A repórter (Giuliana Girardi), que estava no GloboCop, torna-se entrevistada

R7, às 7h49 - 29 minutos após o acidente

R7, às 8h08

R7, às 11h53

R7, às 12h37

R7, às 21h00
A homenagem da redação da Record, exibida no Jornal da Record.

As primeiras notícias na BandNews


Na Band, programa Dia Dia

No SP Acontece, às 13:49


A RedeTV! também tem diversos vídeos sobre o acidente (confira aqui), como estes, do programa A Tarde é Sua :


Pressa x Perfeição
Aliás, sobre o processo de construção da notícia, é interessante o quanto a confiança excessiva em uma fonte de informação considerada "confiável" pode resultar em uma barriga jornalística. O exemplo é de ontem, quando o astronauta Soichi Noguchi postou uma foto em seu Twitter tirada do espaço, afirmando tratar-se do Rio de Janeiro (veja aqui e confira os comentários). Ele errou. E muitos sites de notícia acompanharam o equívoco. O primeiro - que eu vi - que revelou a gafe, foi o G1 (confira na íntegra).

0 Opiniões:

Google