.

Notícias rápidas

Hoje em dia, tudo é muito rápido. Por volta das 19h de ontem (quinta-feira), em sala de aula, dois professores - jornalistas - informaram a morte de Michael Jackson. Ninguém acreditou. Logo, muitos pegaram seus celulares, alguns para ligar em casa, outros para acessar a internet e também houve aqueles - como eu - que aproveitaram a existência de um software para captação de TV analógica para ver o que saía nos noticiários. Houve, também, aqueles que sintonizaram rádios de notícia. Muitas controvérsias. O interessante foi que, ao chegar em casa - agora há pouco - procurando notícias na Internet, percebi que o item do Wikepédia sobre Jackson já estava devidamente atualizado, inclusive com uma nota sobre a morte do astro pop:

Morte

Em 25 de junho de 2009, Michael Jackson foi vítima de uma parada cardiorrespiratória em sua casa, na vizinhança de Holmby Hills, Los Angeles, CA, Estados Unidos. Os serviços de emergência médica socorreram o cantor em sua casa, na tentativa de reanimá-lo. Porém, como Jackson se encontrava em estado de coma profundo, ele foi levado às pressas para o hospital universitário da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA). Desde sua internação, rumores haviam se espalhado pela imprensa confirmando seu falecimento. Às 2h e 06min UTC-8 de 25 de junho de 2009, o site Los Angeles Times tornou-se um dos primeiros a divulgar a morte do astro. Seu falecimento teve uma repercussão internacional instantânea, sendo motivo de preocupação por parte dos fãs em muitas partes do mundo. Defronte ao hospital da UCLA, muitos fãs do cantor cercaram o prédio à procura de informações sobre a suposta 'morte' de Jackson. Porém, pouco tempo depois da internação de Jackson, sua morte foi absolutamente confirmada.
A morte de Jackson foi confirmada pelo porta-voz do Instituto Médico Legal de Los Angeles, Fred Corral. [1][5][2] Uma posterior análise por peritos e um exame toxicológico serão feitos no corpo do cantor para saber o horário e a razão de sua morte.

Ou seja, hoje em dia tudo caminha muito rápido...

0 Opiniões:

Google