.

4 linhas

Confesso que ontem, ao assistir a vitória do Timão contra o Bragantino (2 x 1), estranhei ao final do primeiro tempo a concentração dos jornalistas na boca dos vestiários, atrás do gol, ao invés da tradicional corrida em direção aos jogadores no campo. Hoje, descobri o motivo:


Clubes aprovaram regulamento que proíbe entrada de jornalistas no campo, diz FPF
Por Eduardo Neco/Redação Portal IMPRENSA

Na edição 2010 do Campeonato Paulista de Futebol, profissionais de imprensa estão proibidos de entrar no campo de jogo em quaisquer momentos da partida, de acordo com o novo regulamento da Federação Paulista de Futebol (FPF).
Em resposta ao Portal IMPRENSA, a FPF declarou que os jornalistas não estão autorizados a entrar no campo de jogo, ou seja, no limite das quatro linhas que delimitam a disputa esportiva, mas o livre acesso aos estádios permanece liberado aos profissionais cadastrados. "Os jornalistas que estiverem na área de jogo deverão ficar atrás dos gols, não entrando no espaço reservado para a realização da partida", explica a FPF.
Segundo a Federação, a decisão foi acertada com a Associação dos Cronistas do Estado de São Paulo (Aceesp) e recebeu respaldo dos clubes paulistas, uma vez que tal determinação consta no Regulamento da Competição, o qual foi aprovado pelos times anteriormente. Sublinhou também que não haverá exceções em relação à presença da imprensa dentro das quatro linhas.
Questionada sobre a intervenção na cobertura da imprensa, a FPF argumenta que o trabalho dos jornalistas não será alterado, pois "os profissionais continuarão com acesso ao campo, não podendo entrar nas quatro linhas de jogo, como já é feito habitualmente nas competições organizadas pela FPF, na Copa Libertadores e demais competições pelo mundo".
A reportagem do Portal IMPRENSA procurou a Aceesp para esclarecimentos, mas foi informada que o responsável pelo tema não estava presente.
(Fonte: Portal Imprensa)


No ano passado, o campeonato também iniciou com essa polêmica decisão, e alguns repórteres da rádio Jovem Pan conseguiram uma liminar permitindo o acesso deles ao campo (confira), embora, "curiosamente", os profissionais de televisão da Globo e Band, tivessem livre acesso (confira).
Neste ano, os jornalistas tentaram novamente a via judicial (coincidentemente, caiu na mesma 42ª Vara Cível em que foi distribuída a ação em 2009, porém a cargo de outro magistrado), mas a Federação Paulista de Futebol informou que a medida cautelar foi negada (leia a nota). A Jovem Pan, em contrapartida, tem feito uma maciça campanha contra o ato (confira a posição da emissora aqui e as opiniões de Leão, Muricy Ramalho, Basílio, Roque Citadidi, Rogério Assis e Marco Aurélio Cunha).

Da arquibancada, longe das quatro linhas do gramado, voltei feliz - e molhado - para casa, depois de assistir a estreia de Roberto Carlos, o retorno do Fenômeno, além de curtir o gol de Elias, logo aos 58 segundos de jogo. Parecia que ia ser fácil, mas em seguida ficou clara a acomodação - e desorganização - do elenco, que deu oportunidade para o Bragantino empatar com um gol de Paulinho, aos 33 minutos.

No segundo tempo, a bola voltou a rolar e a chuva começou a cair. Ao invés de partir pra cima do adversário, o Corinthians começou a administrar a partida e a fiel torcida não perdoou. O grande alvo foi Tcheco, vaiado e tendo que ouvir o Pacaembu gritar: "De - fe - derico". Acabou substituído por Jucilei, aos 27 minutos, depois que Jorge Henrique salvou a noite com um golaço aos 17 minutos, colocando o Timão novamente à frente do placar e no quinto lugar do Campeonato Paulista, com 4 pontos (a Portuguesa está em primeiro, com duas vitórias).

Em um lance meio bizarro, Roberto Carlos se chocou com o banco de reservas depois de um carrinho no campo molhado e Boquita entrou em seu lugar.

Ao final, a grande estrela foi mesmo Jorge Henrique, não só pelo gol, mas pela sua postura em campo, tanto na defesa quanto no ataque. Além de Dentinho, que entrou no segundo tempo no lugar de Iarley. A imprecisão dos tiros de meta batidos por Felipe irritaram a torcida, que foi até paciente com a falta de velocidade e preparo físico de Ronaldo e aplaudia cada vez que a bola chegava para Roberto Carlos, que ainda precisa de muito entrosamento com o time. Confira os gols e os melhores momentos:


O próximo jogo do Corinthians é contra o Oeste, no domingo (24/1), às 17h00min, em Araraquara. Provavelmente, Ronaldo será poupado nesta partida.

3 Opiniões:

Lou Mello disse...
21/1/10 5:20 PM

Então, sempre dou uma passada por aqui para conferir as notícias. Mas hoje não aguentei e resolvi deixar um comentário. A primeira parte sobre a proibição dos repórteres no gramado, confesso não ter interessado muito, concordo que ninguém deva entrar, exceto o pessoal que participa do jogo, mas os repórteres precisam trabalhar.
Agora, o melhor foi a segunda parte, pois era sobre o glorioso campeão dos centenários.

Lou Mello disse...
21/1/10 5:22 PM

... em tempo... a entrada do Boquita mudou completamente o time, como acontece sempre, quando ele entra. :)

Fábio [DoxaBrasil] disse...
21/1/10 10:22 PM

Puxa! Legal sua visita, Lou!
Ontem corri o risco de levar a patroa para sua primeira experiência em um estádio... Valeu a pena. Não há quem não arrepie com a Fiel Torcida, não é???
Abraço!

Google