.

A lenda vive

Um representante vivo da história do rock'n'roll é o pianista Jerry Lee Lewis. O rock, aliás, foi que o tirou dos bancos de igrejas evangélicas pentecostais, onde cantava. Membro de uma igreja Assembleia de Deus, foi expulso de um instituto bíblico por tocar hinos tradicionais no estilo rock, ao piano.
Assim como outros "roqueiros", começou por versões de clássicos da música country, até que Whole Lotta Shakin' Going On mostrou que um novo estilo estava por se consolidar. Em seguida, veio Great Balls of Fire - a música que você curte essa semana - e o sucesso foi absoluto, fazendo com que fosse conhecido como The Killer (O Matador).
A vida pessoal de Lewis seria um prato cheio para os tablóides de hoje. Sua carreira quase chegou ao fim quando foi descoberto que sua esposa era uma prima em segundo grau, que tinha apenas 13 anos! Muitas rádios se recusaram a tocar sua música, o que o fez voltar a tocar música country, no final da década de 1960. Depois da morte trágica de 2 filhos e 2 (das suas 6) esposas, além de batalhar contra seus vícios, foi graças a um filme sobre sua vida que voltou à mídia, em 1989, voltando a gravar e pegar a estrada em turnês.

Na tela
Show da época em que Lewis começou, literalmente, a chutar tudo! Whole Lotta Shakin' Going On (1957)

0 Opiniões:

Google